Glossário ABAP – parte 1

As soluções SAP ABAP existem no mercado há um bom tempo. Mas, ultimamente, sua adoção vêm ganhando ainda mais força devido aos seus inúmeros benefícios e ampla disponibilidade no mercado. E por causa de sua constante evolução, os gestores, desenvolvedores, integradores, entre outros profissionais, costumam ter dificuldades para acompanhar o ritmo acelerado de suas atualizações, bem como de compreender a enxurrada de termos ABAP. Foi pensando nisso que decidimos fazer um glossário dos termos ABAP usados em nossos posts e materiais educativos, que é dividido em duas partes. Para acessar a definição de um termo, basta procurá-lo por sua letra inicial:

A

ABAP

Acrônimo para Advanced Business Application Programming (Programação Avançanda de Aplicativos de Negócios). Trata-se de uma linguagem de programação desenvolvida pela SAP, sendo a principal linguagem utilizada no SAP ERP.

Append Structure

Estrutura no Dicionário ABAP que é anexada à outra estrutura ou tabela de banco de dados, de modo a adicionar outros componentes. Estruturas standard e tabelas de banco de dados fornecidos pela SAP podem ser ampliadas através de Append Structure.

Application Toolbar

Parte de uma janela. Contém os botões definidos na ferramenta Menu Painter. Parte do GUI Status definido pela instrução SET PF-STATUS. Conhecida como a barra de ferramentas de botões.

Authorization Check

Verifica se o usuário do programa atual tem a autorização correspondente para executa-lo, comparando um valor para a verificação com os dados correspondentes no registro mestre de usuário. A instrução ABAP que desencadeia essa verificação é AUTHORITY-CHECK.

B

BADI

Acrônimo para Business Add-In. BAdIs são a base para melhorias, que podem ser utilizados em programas ABAP, pois funcionam como plug-ins, ou seja, é uma forma de estender a funcionalidade original do sistema mas sem afetar o funcionamento do mesmo.

BAPI

Acrônimo para Business Application Programming Interface. BAPIs são Módulos de Funções Standard SAP que possuem infinitas utilizações. Cada BAPI possui uma função específica totalmente desenvolvida pela SAP, como por exemplo, buscar lançamentos contábeis em aberto ou criar um novo material.

Batch Input

Técnica de transferência de dados que permite que o consultor ABAP desenvolva um programa ABAP para preencher uma determinada tela de uma transação sem que o usuário participe do processo.

Breakpoint

São pontos de interrupção, em um programa ABAP, que quando atingidos através da execução do programa, chamam o ABAP Debugger, para que a execução de linha-linha do código seja comandada pelo usuário.

C

Cluster Table

Tabela de banco de dados definida no Dicionário ABAP, cuja versão do banco de dados não é apenas atribuída a uma tabela do Dicionário ABAP, de forma semelhante a uma visão composta por várias tabelas. Não é possível realizar JOINs com Tabelas Cluster.

Code Inspector

Ferramenta standard para verificação de objetos de repositório em termos de desempenho, segurança, sintaxe e adesão a padrões de nomeação. Pode ser acessado usando a transação SCI. O QAMetrik, tem todas estas funções, porém com mais segurança, pois pode barrar que uma request fora dos padrões suba para o ambiente produtivo além de fornecer aos gestores, relatórios gerenciais a respeitos das liberações feitas, sendo então mais precisa quanto ao desempenho do ambiente como um todo.

Conversion Exit

Exits de conversão são utilizadas para que um determinado valor seja apresentado no formato de saída, ou seja,  inserido no formato interno. Rotina necessária quando há integração com um sistema legado fora do SAP ERP.

D

Debugger

Ferramenta com a qual programas ABAP são linha por linha ou seção por seção executados. Desta forma, é possível processar o conteúdo de objetos de dados e verificar a lógica do programa durante sua execução.

Dicionário de Dados

O armazenamento persistente para os tipos de dados que são visíveis em todos os objetos de repositório é feito no Dicionário. Além disso, as tabelas de banco de dados – entre outras coisas – da base de dados, exibições e objetos de bloqueio centrais são gerenciados no Dicionário ABAP. O Dicionário é chamado usando o código de transação SE11.

E

Enhancement

Modificação de um objeto do Repositório de acordo com o conceito de Ampliação (Enhancement). Um acessório pode ser feito através da criação de elementos de implementação ampliado para opções de aprimoramento definidas explicitamente ou implicitamente disponíveis. Através de Enhancements, um código standard pode sofrer um certo nível de modificações e, diferente das BAdIs, seu funcionamento pode ser afetado, portanto esta técnica deve ser utilizada com muito cuidado.

Agora que você já conheceu alguns termos ABAP, que tal acessar outras definições? Caso tenha alguma dúvida ou queira compartilhar com a gente outro termo, basta usar o campo de comentários!


Voltar