SAP Abap Tunning – As customizações em meus projetos são performáticas?

Os sistemas ERP SAP são geralmente adaptados ou customizados conforme as necessidades das organizações, que acabam investindo uma quantia relativamente alta nestes projetos e melhorias para o sistema. 

De modo geral, não são realizadas avaliações ou auditorias de performance nos desenvolvimentos executados. As consequências disso são os códigos criados massivamente fora das melhores práticas, o que prejudica o desempenho e pode gerar trabalho adicional de desenvolvedores, analistas e usuários, além dos atrasos no processo produtivo das organizações e as perdas financeiras geradas pela lentidão do sistema ou pelo tempo de processamento das informações.  

Quem já implantou algum projeto para o sistema SAP, sabe que no momento de colocar os desenvolvimentos em produção é gerado muito estresse devido à falta de confiabilidade e qualidade nesse processo. 

Neste artigo, descrevemos algumas formas de identificar e resolver os problemas de desempenho no sistema SAP. 

  1. Transação SE30  
    1. Utilizada para medir/comparar o desempenho ou tempo de execução dos programas ABAP, identificando os vários pontos de acesso ao banco de dados e processamento ABAP construídas de forma ineficiente. 
  2. Transação ST05 (SQL Trace)  
    1. Usada para verificar por quais índices são os acessos ao banco de dados. Essa transação visa apresentar os pontos de gargalo dos acessos ao banco de dados.  
  3. Em códigos ABAP:  
    1. Na leitura dos dados de tabela de banco de dados, nunca use SELECT *, use sempre SELECT com a lista de campos que serão utilizados. 
    2. Sempre especifique campos-chave nas condições de instruções SELECT, porque seu acesso é mais rápido e performático.
    3. Às vezes, podemos precisar usar campos que não são chave em condições de instruções SELECT, nesse caso, crie índices secundários para o uso. 
    4. Nunca use SELECT com INTO CORRESPONDING FIELDS em suas instruções. 
    5. Sempre use a leitura de tabela (READ TABLE) com pesquisa binária (WITH BINARY SEARCH) e ordene a tabela interna antes de usar a pesquisa binária na leitura da tabela. 
    6. Nunca use SELECT JOIN para selecionar mais de 3 tabelas. Sempre use SELECT FOR ALL ENTRIES para as entradas com mais de 3 tabelas. 
    7. Sempre verifique se a tabela interna pai ou não antes de usar FOR ALL ENTRIES. 
    8. Nunca use loops aninhados.  
    9. Nunca use instruções SELECT, DELETE, MODIFY ou UPDATE dentro de loops. 

Realizar a análise por meio das transações citadas, ou até mesmo realizar a análise nos códigos que são gerados, tudo isso precisa de tempo e esforço para ser realizado.  

Já imaginou se existisse um sistema gerenciador que pudesse realizar este trabalho todo? Saiba que Existe! O Qametrik é capaz de gerenciar de forma configurável todas as customizações e desenvolvimentos realizados por código Abap no seu Sistema.  

tabelas-sap

Voltar